As Aventuras Da Turma Da Mônica

28 out 2010

Maurício de Souza, no telefone de seu escritório, apresenta cada um de seus personagens principais: Mônica, Cebolinha, Cascão, Franjinha, Magali, Bidu, Floquinho, Umberto, Xaveco. Todos querem participar do longa- metragem.

Ficha Técnica

Título original: As Aventuras Da Turma Da Mônica
Gênero: Animação
Duração: 80 min.
Lançamento (Brasil): 1982
Estúdio: Maurício de Souza Produções
Distribuição: Embrafilme
Direção: Mauricio de Souza
Roteiro: Maurício de Souza e Reinaldo Waisman
Produção executiva: Marcos Urbani Saraiva
Direção de produção: Eduardo Leão Waisman e Iragildo Mariano Sobrinho
Assistente de produção: José Manoel D’Avila Neto, Magali Spada e Souza, Rosângela Bicudo, Eliana Silva e João Gilberto de Souza
Co-produção: Black and White and Color e Embrafilme
Música: Maurício de Souza, Gao Gurgel, Remo Usai, Márcio de Souza e Eduardo Leão Waisman
Som: José Luiz Sasso
Fotografia: Reinaldo Barbirato e Renato Bassani
Camera: Reinaldo Barbirato e Renato Bassani
Desenho de produção: Carlos A. Silva, Reginaldo Graciano, Péricles Natal de Souza, Sérgio Tibúrcio Graciano
Cartaz: Mauricio de Souza
Edição: Mauro Alice e Jair Correia

Elenco

não divulgado

Pôsters

Premiações

Curiosidades

– Primeiro longa-metragem de Maurício de Souza, que aparece fazendo a ligação entre os quatro episódios.

– Sinopse extendida :
Maurício de Souza, no telefone de seu escritório, apresenta cada um de seus personagens principais: Mônica, Cebolinha, Cascão, Franjinha, Magali, Bidu, Floquinho, Umberto, Xaveco. Todos querem participar do longa- metragem.
1- “Plano infalível”: Lá vem Mônica, dançando e cantando, batendo nos meninos e fofocando com as meninas. Cebolinha e Cascão atacam, pintam bigode e chifrinho, implicam com a amiga. Como sempre, Mônica se vinga, dando uma surra nos dois. Mas Cebolinha e Cascão preparam um plano de vingança, o plano “Pizza a Jato”. Com a ajuda de Magali, companheira gulosa, tentam atirar uma pizza no rosto de Mônica, mas é o próprio Cebolinha que acaba todo lambuzado. Inconformado e incentivado por Cascão, ele concebe outro plano: “Mônica na Jaula”. Acompanhado de Bidu, tenta derrubar uma jaula em cima da amiga, mas erra a pontaria. Um novo plano talvez dê certo, com Franjinha e sua flor que esguicha água. Cascão, que tem medo de água, é convencido por Cebolinha a acionar o jato, mas se atrapalha, e Cebolinha molha-se todo. Quando se aproxima a amiga, o jato a atinge, mas uma jaula cai e prende os três juntos. Cebolinha e Cascão apanham mais uma vez.
2- “Um amor de ratinho”: Maurício de Souza em seu estúdio, tem uma nova estória em mente. Telefona para Mônica, mas a menina vai a uma festa. Lá, Mônica é surpreendida pela última invenção de Franjinha: uma máquina que a faz muito pequena, do tamanho de um rato. Encontrando seus amigos, é obrigada a fugir, pois todos a pisoteiam e atacam, sem perceber que se trata de Mônica. No mundo das pequenas coisas, Mônica percorre o jardim da casa de Franjinha, deparando-se com uma briga de gato e rato. Aproxima-se e dá uma surra no gato, salvando o ratinho, que se comove e a leva à sua comunidade, onde todos vivem sob a pressão dos gatos. Uma enorme jaula e uma ratoeira ameaçando-nos constantemente. Mônica reúne os ratos e avança contra os invasores. Mãe, filha, avó, sobrinha, todos juntos arremessam tomates contra os felinos, que acabam derrotados. Mônica é aclamada grande heroína pela comunidade, e homenageada até pela corte. O ratinho, apaixonado, entrega-lhe um presente em nome de todos: o brinco que Mônica tanto queria. A festa da vitória continua, todos dançam rock’n’roll. Mônica e o ratinho escapolem na pista de dança e vão passear longe de todos; sentam-se lado a lado, mas, envergonhados, não sabem o que fazer. Completamente apaixonado, ele sonha com Mônica pelos céus e pelo mundo. Quando se volta para ela, cheio de amor, Mônica perdeu seu encanto e recupera o tamanho natural. O ratinho chora, inconformado, e foge pelo jardim, enquanto Mônica reencontra seus amigos. De repente, tudo se transforma em sonho: o ratinho encontra sua amada, outra Mônica do seu tamanho, e os dois se vão felizes.
3-“A ermitã”: Novamente em seu estúdio, Maurício de Souza busca desenvolver sua estória. Mas nada consegue. Cascão está ocupado, preparando com a turma uma surpresa para Mônica. Esta passeia pela rua, mas ninguém lhe dá atenção, todos fingem desprezo. Floquinho chega até a urinar no seu pé. Ela não se conforma, chora e, vendo algo na TV sobre a vida de um ermitão das montanhas, resolve fugir de tudo e de todos. Arruma as roupas e vai em busca de sua solidão. Enquanto Mônica conhece os mistérios dos bichos e das plantas e montanhas, seus amigos preocupam-se com seu desaparecimento. O plano do aniversário, a surpresa, não dava certo: todos se entristecem, o aniversário da amiga não podia ser comemorado com tanta infelicidade. Mas Cebolinha lembra a paixão de Mônica pelas montanhas, e saem todos, Cascão, Magali, Franjinha, Bidu e Cebolinha, em busca da desaparecida nas montanhas. Mônica dificulta o caminho com placas, procurando evitar que os outros se aproximem, e chora ante seu abandono. Ouvindo os soluços, seus amigos sobem montanha acima, e após ultrapassarem as placas os cinco sentem-se cansados e com fome. Abrem o lanche no chão, em frente a uma caverna, sem perceberem que lá está Mônica. Enraivecida com todos e faminta, ela veste sua máscara de monstro e assusta-os como homem das cavernas. Ao deter-se na toalha do piquenique, Mônica vê escrita no bolo a homenagem ao seu aniversário, descobrindo o porquê do abandono da turma. Enquanto todos se abraçam comemorando o retorno da amiga, um verdadeiro homem da caverna sai e devora o lanche.
4- “O Império empacota”: Mais uma vez em seu estúdio, Maurício de Souza traz nova idéia, mas Cebolinha está dormindo, e a coisa emperra. Em meio aos roncos de Cebolinha, vem do espaço um pequeno extra-terreno. Em sua tela surgem as ordens do chefe do Cosmos: atacar o planeta com todas as forças, para a criação de uma grande plantação de cenouras. O pequeno extra-terreno inicia seu trabalho, mas pouco consegue. O despertador, a água do chuveiro, o desentupidor de ralo nas mãos de Cebolinha nada permitem. Sem perceber a presença estranha, Cebolinha, no jardim da casa, confunde o ser espacial com o coelhinho querido da Mônica. Os dois brigam, puxam um de cada lado e acabam desmantelando o “imaginado coelhinho”. Reconstituído, enorme, ele recebe novas ordens do espaço, e captura Mônica e Cebolinha. Os dois prisioneiros caem dentro de uma nave, tomada por vários extra-terrenos. Mônica é empacotada e imobilizada, e o grande chefe Coelhão surge numa tela, anunciando seu objetivo de empacotar todos os seres humanos. Mas Cebolinha reage, foge das armadilhas com Mônica nos braços e assume uma pequena nave. Capaz de enfrentar a nave gigante, Cebolinha empacota milhares de obstáculos e derruba o Coelho chefe, enfiando-lhe uma cenoura enorme na boca. Vitorioso, Cebolinha continua triste, já que Mônica permanece imobilizada. Mas ao pegar o coelhinho querido da amiga, Cebolinha a vê voltar ao normal. Começam então a brigar e voltam à Terra.

Fotos

Filmes Atualizados

Boi Neon

Tags:

Atualizado em 27 set 2015

Beira-Mar

Tags:,

Atualizado em 27 set 2015

A Morte de J.P.Cuenca

Tags:,

Atualizado em 27 set 2015

A Floresta Que Se Move

Tags:

Atualizado em 26 set 2015

Em Três Atos

Tags:

Atualizado em 26 set 2015

%d blogueiros gostam disto: