A Fábula de La Bella Palomera

8 fev 2013

A Fábula de La Bella Palomera

No final do século XIX, um almofadinha metido a conquistador, fabricante de cachaça em Paraty, RJ, apaixona-se por uma jovem casada. Como ela se dedica a criar pombos-correio, os amantes clandestinos utilizam-se das aves para se comunicar, temendo que a cidade saiba da ligação entre os dois e que o romance tenha um desfecho trágico.

Ficha Técnica

Título original: A Fábula de La Bella Palomera
Gênero: Aventura
Duração: 92min.
Lançamento (Brasil): 1987
Distribuição: Art Filmes e Colúmbia Tri-Star
Direção: Ruy Guerra
Assistência de direção: Marlise Storchi, Ricardo Bravo
Argumento: Gabriel Garcia Marquez
Roteiro: Ruy Guerra e Gabriel Garcia Marquez
Produção: Max Marambio e Ruy Guerra
Produção Executiva: Mair Tavares
Direção de Produção: João Alfredo Viegas
Co-produção: Guerra Filmes (Brasil), Fox Lorber, Televisión Española (Espanha) e International Network Group
Música: Egberto Gismonti
Som: Toninho Muricy e Antônio Carlos da Silva
Edição de Som: Jayme Soares Justo
Fotografia: Edgar Moura
Câmera: Edgar Moura
Direção Artística: Irenio Maia
Figurinos: Beatriz Carneiro
Montagem: Mair Tavares

Elenco

Ney Latorraca (Orestes)
Cláudia Ohana (Fulvia)
Tônia Carrero (Mãe de Orestes)
Dina Sfat (Andrea)
Chico Diaz (Marido de Fulvia)
Cecil Thiré (Amigo doente)
Ruy Resende (Tipógrafo)
Julio Levy (Garçom)
Tonico Pereira
Karen Acioly (empregada de Matilde)
José Kleber (alfaiate)
Athayde Arcoverde (Barbeiro)
Josi Campos (Matilde)
Temilton Tavares Filho (cliente do barbeiro)
Elisa Lucinda (escrava)
Sebastião Damasceno de Castro (empregado de Orestes)
Pedro Eugênio (cozinheiro)
José Ercílio Cavalli (livreiro)
Cacho Rascovsly (sacerdote)
Anderson (menino do burro)
Maria Lúcia (empregada da mãe de Orestes)
Airton Azevedo (Capataz)

Pôsters

A Fábula de La Bella Palomera

Premiações

– Prague D’or (Prêmio de Imprensa), no Festival Internacional de Televisión, 1988.

Curiosidades

– Co-Produção Brasil-Espanha.

– Retorno de Tônia Carrero (1922-) ao cinema, afastada desde Gordos e Magros de 1976.

– Outros títulos A Bela Palomera, Fábula de La Bella Palomera (espanhol).

– Baseado na série Amores difíceis, de Gabriel Garcia Marquez

– Canção “Balada da bela Palomera” de Ruy Guerra e Egberto Gismonti.

– No início do filme, depois dos letreiros iniciais: “Que importa o que tú és, como te vejo que importa se és mel, sal ou tormenta quem sabe, cascavel, seda, punhal.”

– Foi Hors-concours no 21 Festival de Brasília, 1988, Brasília, DF.

– Participou dos seguintes festivais: Festival de Munique, 1988; Semana Internacional de Valladolid, 1988, Espanha; Festival de Toronto, 1989.

Fotos

Filmes Atualizados

Boi Neon

Tags:

Atualizado em 27 set 2015

Beira-Mar

Tags:,

Atualizado em 27 set 2015

A Morte de J.P.Cuenca

Tags:,

Atualizado em 27 set 2015

A Floresta Que Se Move

Tags:

Atualizado em 26 set 2015

Em Três Atos

Tags:

Atualizado em 26 set 2015

%d blogueiros gostam disto: