Finis Hominis

1 jun 2014

Finis Hominis

Um homem completamente nu emerge do mar e caminha tranquilamente pelas ruas da cidade, causando espanto geral e interferindo de várias maneiras em episódios cotidianos, sempre em busca da justiça. Por acaso, evita o rapto de uma criança e a mãe da menina, em reconhecimento, leva-o para casa e lhe dá uma roupa, que ele mesmo escolhe dentre muitas – uma fantasia. Fantasiado, continua sua caminhada pelas ruas, chamando novamente sobre si a atenção de todos que o tomam como um novo Cristo. Assumindo o nome Finis Hominis ("O Fim do Homem" em latim), ele é tido pela população como um messias moderno, capaz de operar milagres. As "curas" e os "milagres" que realiza não passam de coincidência. Muitos julgam que é um enviado de Vênus ou de Marte. Um dia, ao passar por uma rua, vê pessoas desfeiteando uma prostituta e acode em sua defesa. De outra vez, salva um jovem atacado de catalepsia, de ser enterrado vivo. Os dois passam a ser seus maiores seguidores, ao lado de um bando de hippies. Por fim, o homem sobe ao cume de uma montanha para proferir um sermão. Em todos os lares as famílias estão reunidas em torno dos televisores para escutá-lo. O sermão é uma mensagem de paz, e a imagem do homem multiplica-se milhares de vezes através do vídeo.

Ficha Técnica

Título original: Finis Hominis
Gênero: Terror
Duração: 79min.
Lançamento (Brasil): 1971
Distribuição: Marte Filmes
Direção: José Mojica Marins
Argumento: Rubens Francisco Lucchetti
Roteiro: José Mojica Marins
Produção: Marciano Bley Bittencourt
Direção de Produção: Mário Lima
Co-produção: Multifilmes
Música: Hermínio Gimenez
Sonografia: Júlio Perez Caballar
Fotografia: Giorgio Attili e Edward Freund
Assistente de Fotografia: Rosalvo Caçador
Assistente de câmera: Virgílio Roveda e Nivaldo de Lima
Cenografia: Graveto
Coreografia: Benedito Oliveira
Montagem: Roberto Leme

Elenco

Rosângela Maldonado
José Mojica Marins
Roque Rodrigues (Lázaro)
Teresa Sodré (Madalena)
Andréa Bryan (Ninfômana)
Graveto
Big Boy
Carlos Reichenbach
Sílvio Francisco
Sabrina Marquesina
Margareth Delta
Paulo Moreira
Paulo Mander
Mário Lima (Amante)
Cláudia Tucci
Lurdes Vanucchi Ribas
Américo Camargo
Antoninho
Carli Clarestadi
Célia Soares
Lourdes Ribas
Talulah Marilyn
Ronald Bibe
Araken Saldanha (dublador da voz de José Mojica Marins)

Pôsters

Finis HominisFinis Hominis

Premiações

Curiosidades

– Neste filme, Mojica abandona o personagem Zé do Caixão.

– Teve uma continuação: Quando os deuses adormecem, em 1972.

– Certificado de Censura 61.055, Brasília, 05.10.1971.Certificado de Filme Brasileiro válido até 01.07.1976.

– Letreiros iniciais indicam a “participação geral dos componentes da Magistral Promoções Artísticas Ltda.” no elenco.

– Indicam, também, Índio como pseudônimo de José Lopes.

– Letreiros finais apresentam a seguinte mensagem: “Se existe: há uma razão de existir”.

Fotos

Filmes Atualizados

Boi Neon

Tags:

Atualizado em 27 set 2015

Beira-Mar

Tags:,

Atualizado em 27 set 2015

A Morte de J.P.Cuenca

Tags:,

Atualizado em 27 set 2015

A Floresta Que Se Move

Tags:

Atualizado em 26 set 2015

Em Três Atos

Tags:

Atualizado em 26 set 2015

%d blogueiros gostam disto: