FSM 2005

1 jun 2014

FSM 2005

Registro das técnicas de construção da infra-estrutura do Fórum Social Mundial, evento que mais reúne povos, comunidades e organizações do mundo inteiro com o objetivo de estimular práticas mais solidárias e sustentáveis de vida no planeta.

Ficha Técnica

Título Original: FSM 2005
Gênero: Documentário
Tempo de Duração: 60 min.
Ano de Lançamento (Brasil): 2005
Distribuição:
Direção: Ivanir Migotto
Produção executiva: Dimitre Lucho
Direção de produção: Paula Gastaud
Produção: Cíntia Schuller, Renata Mello, Clarice Basso
Produção de campo: Renata Ferraz
Co-produção: Artéria Filmes
Fotografia: Eduardo Seidl
Still: Eduardo Seidl
Microfone: Jefferson Borges, Leandro Schirmer

Elenco

não divulgado

Pôsters

Premiações

Curiosidades

– A equipe acompanhou o andamento das obras desde 17 de dezembro de 2004.

– O FSM 2005 acontece de 26 a 31 de janeiro de 2005 com uma nova proposta de integração entre seu território, a comunidade participante e a cidade, de maneira bastante distinta dos anteriores. O evento ocorrerá na região central da cidade de Porto Alegre, ao longo da orla do Guaíba, numa área denominada Território Social Mundial, englobando os armazéns do Cais do Porto, a Usina do Gasômetro, os Parques Harmonia e Marinha do Brasil, além de outros locais onde estão sendo construídos espaços temporários para as atividades.

– A narrativa do filme integra-se de maneira orgânica a esses espaços, ao todo 11 setores temáticos. Dois setores são baseados em bio-arquitetura, aliando auto-sustentabilidade de materiais e redução de impacto ambiental. Os demais espaços são construções terceirizadas, compostas de estruturas de alumínio, lona e epoteck. Essas áreas estão localizadas no Parque Harmonia e na orla e refletem um esforço do pessoal do Acampamento em viabilizar a preservação do meio-ambiente desde 2002, ano do segundo Fórum. Em 2005 a organização do evento mostrou que tal esforço não foi em vão, ampliando os projetos bio-arquitetônicos em seu território.

– O Documentário FSM 2005 completa outro audiovisual produzido pela Artéria Filmes em 2002, que abordava, justamente, a construção e as alternativas auto-gestionárias de infra-estrutura buscadas pelos arquitetos do Acampamento Intercontinental da Juventude. Neste ano, o grupo Ateliê da Arquitetura, ligado ao escritório da organização do Fórum, conta com muitos dos realizadores que lutaram por essa idéia. Os gaúchos desse grupo formam uma equipe multidisciplinar composta por arquitetos, ecologistas e especialistas em permacultura. Além disso, arquitetos de mais três continentes como indianos, latino-americanos e europeus orientam a ocupação de espaços para receber participantes de todo o mundo. O uso de áreas públicas como espaço coletivo é um dos conceitos centrais para a realização do Fórum nos parques da cidade e outras áreas públicas. No total são mais de 150 salas e auditórios, com capacidade variada de 50 a mil lugares que sediam as atividades. Além disso, são instaladas 300 tendas que abrigarão feiras, credenciamento, praças de alimentação, palcos para atividades culturais e organizações.

– A documentação se dá desde as técnicas utilizadas, as dificuldades encontradas até a superação dos desafios. Num segundo momento, durante a realização do evento, o registro enfoca a relação entre o espaço, seus construtores e participantes, e como estas pessoas interagem com a estrutura que os rodeia.

Fotos

Filmes Atualizados

Boi Neon

Tags:

Atualizado em 27 set 2015

Beira-Mar

Tags:,

Atualizado em 27 set 2015

A Morte de J.P.Cuenca

Tags:,

Atualizado em 27 set 2015

A Floresta Que Se Move

Tags:

Atualizado em 26 set 2015

Em Três Atos

Tags:

Atualizado em 26 set 2015

%d blogueiros gostam disto: