Veja os homenageados do 22º Festival de Cinema de Vitória

11 set 2015

cidade-de-deus03O 22º Festival de Cinema de Vitória terá como homenageado nacional o ator Matheus Nachtergaele e, como homenageado local, o ator capixaba José Augusto Loureiro. Paulistano e nascido em 1969, Matheus Nachtergaele tem uma carreira reconhecida no teatro, cinema e televisão.

No início da década de 1990, ele ganhou notoriedade por seu trabalho com a companhia Teatro da Vertigem, sob a direção de Antonio Araújo, destacando-se por sua atuação no espetáculo “Livro de Jó”. Em 1997, fez sua estreia no cinema em O Que é Isso, Companheiro? (1997), de Bruno Barreto, ao mesmo tempo em que aparece na televisão na série “A Comédia da Vida Privada”.

No ano seguinte, Nachtergaele foi escalado para interpretar o travesti Cintura Fina na minissérie global “Hilda Furacão”, o que lhe rendeu reconhecimento nacional que veio a ser consolidado com o personagem João Grilo, na minissérie transformada em filme O Auto da Compadecida, uma adaptação da obra de Ariano Suassuna.

Paralelamente à trajetória na televisão, Matheus traçou um longo caminho no cinema, participando de mais de 30 filmes, entre os quais estão Amarelo Manga (2003), Baixio das Bestas (2007) e Febre do Rato (2011), de Cláudio Assis, Central do Brasil (1998), de Walter Salles, Cidade de Deus (2002), de Fernando Meirelles, e Trinta (2014), filme dirigido por Paulo Machline e no qual o ator vive o papel do carnavalesco Joãosinho Trinta. Sua última participação no cinema foi no longa-metragem Sangue Azul (2014), de Lírio Ferreira. Como diretor, estreou no premiado A Festa da Menina Morta (2008).

José Augusto Loureiro é natural de Santa Tereza, município da região serrana do Espírito Santo, e tem 52 anos de carreira como ator, com participações em cerca de 70 trabalhos em teatro, cinema e televisão. Na telona, fez parte do elenco de filmes de curta e longas-metragens, entre eles, Vagas Para Moça de Fino Trato (1993) e Policarpo Quaresma, O Herói do Brasil (1998), ambos dirigidos por Paulo Thiago. No teatro, encenou a peça “Os Coveiros”, ao lado de Ednardo Pinheiro (in memoriam), que foi apresentada nos palcos capixabas por cerca de 13 anos. José Augusto foi o mantenedor do Teatro Galpão, espaço que funcionou entre 1991 e 2000 na Av. Nossa Senhora da Penha, Vitória, possibilitando a estreia e permanência em temporadas de espetáculos de grupos locais, nacionais e internacionais.

Serviço do 22º Festival de Cinema de Vitória

Data: de 11 a 16 de setembro
Entrada franca
Locais:
– Theatro Carlos Gomes – Centro – Vitória
– Cineclube Metrópolis – Ufes – Vitória
– Hotel Senac Ilha do Boi – Ilha do Boi – Vitória

Programacao Completa do 22º Festival de Cinema de Vitória no site do evento www.festivaldevitoria.com.br

Filmes Atualizados

Boi Neon

Tags:

Atualizado em 27 set 2015

Beira-Mar

Tags:,

Atualizado em 27 set 2015

A Morte de J.P.Cuenca

Tags:,

Atualizado em 27 set 2015

A Floresta Que Se Move

Tags:

Atualizado em 26 set 2015

Em Três Atos

Tags:

Atualizado em 26 set 2015

%d blogueiros gostam disto: